Google+ Followers

sábado, 10 de março de 2018

#COMPLAINT AGAINST BRAZILIAN SUPERIOR ELECTORAL COURT (TSE) FOR DISOBEYING THE LAW NO. 13,165 APPROVED WITHIN THE NATIONAL CONGRESS AND OTHER NEWS

#COMPLAINT AGAINST BRAZILIAN SUPERIOR ELECTORAL COURT (TSE) FOR DISOBEYING THE LAW  NO. 13,165  APPROVED WITHIN THE NATIONAL CONGRESS  AND OTHER NEWS


SEE VIDEO: https://youtu.be/327EBHq4-Hc



COMMENT
The position of the Brazilian population, at this important moment, must be exercised effectively by its citizens. TK calls for a National Movement for the Public Voting Count.
This means that TK is proposing unceasing taxation as ballot boxes enter the vote counting process. It calls on the entire population, in every corner of the country, in each electoral section, to exercise its right not only to vote, but also to have in representation the politician who has applied for the best representation. 

==//==

COMENTÁRIO


Há que se ter por posicionamento a população brasileira, neste momento tão importante, exercer efetivamente sua cidadania. TK convoca para um Movimento Nacional pela Contagem Pública de Votos.

Isso significa que TK está propondo uma fiscalidade incessante no momento em que as urnas entram no processo de contagem de votos. Conclama toda a população, em todos os quadrantes do País, em cada seção eleitoral, exercer seu direito de não somente votar, mas ter na representação o político que se candidatou para melhor representar.



#2018 BRAZILIAN ELECTIONS - MANIFESTO IN FAVOR OF LEGALITY
.
We, as active members of  the Brazilian Society, are DENOUNCING THE TSE - Superior Electoral Court responsible for MANAGING ELECTIONS throughout the country unequivocally and provenly REFUSED TO COMPLY WITH LAW No. 13,165, elaborated and approved within the National Congress, and bisides that violating   core constitutional principle of the publicity of the constitutional public acts of the publicity of public acts consigned in article 37 of the Federal Constitution. The TSE disregards the will of the  Brazilian People, the National Congress and the great republican principles. There is no longer any discussion about the fragility and violability of voting machines, let alone "against" the impression of the vote, the TSE is unique and exclusive to COMPLY what National Congress DETERMINED in 2015. However considering the time elapsed for which the TSE did nothing since 2015 to the present time, it is very likely that it will not be possible to manufacture printers, ballot boxes for printed papers, redo software, training and all other provisions for the 600,000 electoral sections throughout the country.

Taking into considerations and with the OBLIGATION of we all, together defend democracy we present this MANIFESTO FOR LEGALITY and WE DEMAND that the TSE, in the best form of law and of the provisions for procedures  that comply with the Constitution, the Law and the resolutions themselves in the following terms:
1. Printed vote in compliance with Law 13.165 / 15 - to the extent of the technical and temporal possibility for its implementation, such as the 5% indicated by the TSE.
2. Vote on paper ballot with canvas ballot box in all the electoral sections that have no printer as determined by said Law. Such determination complies with Contingency Resolution 23.202 / 10 which deals with the substitution of non-functional voting machines with ballot boxes and voting on paper ballot as well as, the core right of equality in the Federal Constitution to all voters.
3. The scrutiny, whether printed or paper ballots, shall be public, in compliance with art. 37 of CF / 99 (morality, publicity, citizenship, and ample supervision) also under the terms of Law 6650/97, Art. of article 192 of the Electoral Code, all counted, ballot by ballot, that is, voting to vote, considering it to be absolutely ILLEGAL and IMORAL the ballot done secretly by the machine itself, and moreover, has been carried out for 20 years.
4. That scrutinies be made immediately after the closing of the election in each electoral section in compliance with Resolution 23.339 / 14, including the respective issuance of the bulletin, which must be signed by the voters, party inspectors and / or voters who are accredited , distributing the roads in a minimum of 05 (five) still being affixed, one of them in a place visible to all.
5. That all votes duly counted and determined are organized in an organized manner as to the results determined, reintroduced in the respective store ballots  or boxes attached to the electronic ballot boxes, sealing them for eventual recount in the form of the law.

There have already been dozens, if not hundreds of 
lawsuits have been in the judiciary  , among other measures to ensure that the legality of the electoral process immediately ceases, restoring the principle of public transparency and respect for the law. The struggle for such principles is a path no turning back!
Brazil, March / 2018

“Convergencias”
Civil Movements in Brazil
Thomas Korontai

Coordinator
contato@convergências.org.br, www.convegências.org.br.

==//==

SOURCE / LINK: http://convergencias.org.br/voto-seguro-memoravel-pronunciamento-na-audiencia-publica-do-senado/
SAFE VOTE – MEMORABLE STATEMENT
 IN THE PUBLIC AUDIENCE OF THE BRAZILIAN SENATE
March 6, 2018 “Convergencias Convergencia”


FELIPE MARCELO GIMENEZ, ATTORNEY OF THE MATO GROSSO STATE’S  PUBLIC ATTORNEY'S OFFICE (MP), NAKED THE FUCK OF THE ELECTRONIC VOTING SYSTEM BEFORE THE  CONSTITUTION AND JUSTICE COMMISSION  (CCJ) IN THE SENATE.

In a public hearing convened by Senator Lazier Martins (RS), with the presence of technicians and jurists, senators and members of the MP, as well as leaders of civil movements, pronounced the lawyer Felipe M. Gimenez, clearly demonstrating the farce of electronic voting to which is the electorate of the whole Brazil submitted 20 years ago. Video is already being "viralized" by various movements and channels through social networks, and the magnificent speech will certainly broaden the public against the system implemented by TSE.
The central focus of his speech lies precisely in the publicity flutter of ballot-counting, that is, the physical and public counting, violating legal and moral precepts, in addition to art. 37 of the Federal Constitution.

We therefore record with praise this historical moment of this lawyer, whose clarity of thought and expression, in addition to the lawsuits he has been building with his partner and wife, Dr. Miriam Gimenez, are certainly fundamental to the inflection curve necessary to change the system in the country. All movements in Convergences welcome the cause. Ahead, the video that is worth seeing and review:


PETITION TO THE PRA CARTRIDGES PUBLIC VOTES COUNT - Read matter and download your form with instructions!
Share this:
• Facebook
• Twitter
• Email
 • Whatsapp

Previous
MOVEMENTS REQUEST PRESENCE OF THE PGR IN A PUBLIC AUDIENCE OF THE SENATE
Next
SENATOR ANNOUNCES CONSPIRACY AGAINST DEMOCRACY
Be the first to comment
Leave an answer
Your email address will not be published.
Comment

Name*

Email*

Web site


 Notify me of new comments by email.
 Notify me of new posts by email.
Search for:

Convergences in the Media
    •
      Convergence reverberates in O GLOBO newspaper
      September 27, 2016
Recent news
    • SENATOR DENIES CONSPIRACY AGAINST DEMOCRACY
    • SAFE VOTE - MEMORABLE PRONOUNCEMENT IN THE PUBLIC AUDIENCE OF THE SENATE
    • MOVEMENTS REQUEST PRESENCE OF THE PGR IN A PUBLIC AUDIENCE OF THE SENATE
    • NATIONAL MOVEMENT BY THE PUBLIC VOTE COUNT
    • "LET'S INFEST THE ELECTORAL ZONES!"
comments
• DEZILMA DE LIMA GONZAGA IN NATIONAL MOVEMENT BY THE PUBLIC VOTE COUNT
• José Carlos Dal'Bosco in SENATOR DENOUNCES CONSPIRACY AGAINST DEMOCRACY
• alessandro de melo bicalho in NATIONAL MOVEMENT BY THE PUBLIC VOTE COUNT
• Mário in a NATIONAL MOVEMENT FOR THE PUBLIC VOTE COUNT
• Ana Maria Machado in NATIONAL MOVEMENT BY PUBLIC VOTING COUNT
Copyright © 2018 | WordPress Theme by MH Themes


==//==
SOURCE/LINK: http://www.vianoticias.blog.br/mpf-denuncia-sergia-miranda-fraude-na-simcol-deve-investigar-caio-asfor/
MPF(Brazilian Federal Prosecutions Office)  denounces Sérgia Miranda for fraud at Simcol and should investigate Caio Asfor
November 27, 2017 Walter Bardawil



Offices "Sampaio e Tavares Advocacia e Consultoria" and "Rocha, Marinho e Sales" would be linked by means of operating behind a particular type naive person offering to represent another in an illegal activity "straw" man (in portuguese “laranjas”)

The Federal Public Prosecutor's Office (MPF), through the Deputy Attorney General, Luciano Mariz Maia, offered the Superior Court of Justice (STJ) a crime against the Sérgia Maria Mendonça Miranda district attorney for fraud involving the failed bankruptcy of Simcol (building company undergoing bankruptcy).

She dispatched an injunction and wrongly ordered (in one of her shifts) the payment of a check in the amount of one million, one hundred and nineteen thousand, nine hundred and thirty-two reais and one centavo to the office "Sampaio e Tavares Advocacia e Consultoria", which, at the time, in May 2013, had provided legal services to the company.
In addition to Sérgia, Frankraley Oliveira Gomes - boyfriend of the judge at the time -, Paulo Fernando Mendonça and Claudia Adrienne Sampaio de Oliveira are enrolled.
Check out excerpt from MPF complaint.
Orange Partnership
SIMCOL would also have been harmed, in a criminal manner, through another injunction of the same adjudicator. The company was forced to pay very high amounts (over R $ 1 million) to the law firm "Rocha, Marinho e Sales", owned by attorney Caio Asfor.

The payment was made by means of an "orange" connected to the "Sampaio, Tavares Advocacia e Consultoria" office.

The denunciation was sent to the Minister of STJ, Herman Benjamin, by the businessman Gilberto Martins Borges, majority partner and representative of the bankrupt company.

Part of the document of Gilberto Borges below.




==//==


His Excellency  Mr. Judge of the ______ ª electoral district of __________________________:

"No man is good enough that he can govern the other without his consent. (...) “You can fool some of the people all of the time, and all of the people some of the time, but you can not fool all of the people all of the time.” Abraham Lincoln
SOURCE/LINK: https://www.brainyquote.com/quotes/abraham_lincoln_105434



*RIGHT TO PETITION*

_____________________________________name, holder of the Identity Card (RG)  _______________________ Taxpayer Registry (CPF)  _______________________and electoral title ____________________________, resident at ___________________________________________________________________________________________ /, the ZIP Code__________________, based on article 5, XXXIV, "a" and "b" of the SC and articles 5 and 11 of law 12527/11, considering that you Excellency is the administrator of the electoral process and responsible for knowing the complaints and taking measures to impose the legal order and to instruct the promptness of the electoral service avoiding vicious acts, cf. Article 35, IV, V, XVI and XVII of the electoral code, which may motivate a challenge due to restriction of supervision, cf. articles 61-66, 165, VII, § 4, 221, II and 224 of the electoral code, including for crimes, cf. articles 315, 348 and 350 of the electoral code and 319-321 of the penal code, in defense against abuse of power and other illegalities, within the legal term of article 11 of law 12527/11, requires a certificate clarifying the means that will guarantee publicity and inspection of vote-to-vote counts and other stages of the administrative act in obedience to the constitutional principles of citizenship and publicity, cf. articles 1º, II, §§ 37, and 174-192 of the electoral code, because of the phases of the electoral process only the exercise of the vote is secret and the bulletin of the voting machine, said BU, only publishes the final arithmetic result totalized deleting in secret the decisive ballot that links the vote to its legitimate recipients and that it must be a public act to guarantee the legal security of the election.

__________________, of ____________ of 2018

_____________________________
signature


Address of the voter:
Telephone:

Attention:
- you do not have to pay anything; fill in the data in parentheses; attach copy of RG; to the electoral registry with a copy of the application for proof of the protocol; the notary is obliged to receive because it is a right of petition. Delete this instruction in red before printing

==//==


Exmo. Sr. Juiz de direito da ­­­______ª zona eleitoral de __________________________:


“Nenhum homem é bom o bastante para que possa governar o outro sem o consentimento deste. (...) Podeis enganar toda gente durante certo tempo, mas não vos será possível para sempre”. Abraham Lincoln



*DIREITO DE PETIÇÃO*

                                                         _____________________________________nome, titular do RG _______________________CPF _______________________e título eleitoral ____________________________, residente à ___________________________________________________________________________________________/   , CEP __________________, com base no artigo 5º, XXXIV, “a”  e “b” da CF e artigos 5º e 11 da lei 12527/11, considerando que Vossa Excelência é administrador do processo eleitoral e responsável por conhecer as reclamações e tomar providências para impor a ordem legal e instruir a presteza do serviço eleitoral evitando atos viciosos, cf. artigo 35, IV, V, XVI e XVII do código eleitoral, que possam motivar impugnação por restrição à fiscalização,  cf. artigos 61-66, 165, VII, § 4º, 221, II e 224 do código eleitoral, inclusive por crimes, cf. artigos 315, 348 e 350 do código eleitoral e 319-321 do código penal, em defesa contra abuso de poder e outras ilegalidades, no prazo legal  do artigo 11 da lei 12527/11, requer certidão esclarecendo os meios que garantirão a publicidade e fiscalização da contagem voto a voto e demais etapas do ato administrativo em obediência aos princípios constitucionais da  cidadania e publicidade,  cf. artigos 1º, II, § único e 37 da CF e 174-192 do código eleitoral, pois das fases do processo eleitoral somente o exercício do voto é secreto e o boletim da urna eletrônica, dito BU, publica apenas o resultado aritmético final totalizado suprimindo em segredo o escrutínio decisivo que vincula o voto aos seus destinatários legítimos e que deve ser ato público para garantir a  segurança jurídica da eleição.

                                                         __________________, de ____________ de 2018

                                                         ­_____________________________
                                                         assinatura


Endereço do eleitor:
Telefone:

Atenção:
-  não precisa pagar nada; preencha os dados entre parênteses; anexe cópia do RG; leve ao cartório eleitoral com uma cópia do pedido p/ prova do protocolo; o cartório é obrigado a receber por se tratar de direito de petição. Apague esta instrução em vermelho antes de imprimir
==//==
SOURCE/LINK: https://www.nytimes.com/2018/02/21/magazine/the-myth-of-the-hacker-proof-voting-machine.html

The New York Times 
Magazine 
The Myth of the Hacker-Proof Voting Machine
By KIM ZETTERFEB. 21, 2018 
Continue reading the main story Share This Page 
    • Share
    • Tweet
    • Pin
    • Email
    • More
    • Save

Photo 

An optical-scan machine in Oklahoma City during the 2016 presidential primary. Credit Brett Deering/Getty Images 
In 2011, the election board in Pennsylvania’s Venango County — a largely rural county in the northwest part of the state — asked David A. Eckhardt, a computer science professor at Carnegie Mellon University, to examine its voting systems. In municipal and state primaries that year, a few voters had reported problems with machines ‘‘flipping’’ votes; that is, when these voters touched the screen to choose a candidate, the screen showed a different candidate selected. Errors like this are especially troubling in counties like Venango, which uses touch-screen voting machines that have no backup paper trail; once a voter casts a digital ballot, if the machine misrecords the vote because of error or maliciousness, there’s little chance the mistake will be detected.
Eckhardt and his colleagues concluded that the problem with the machines, made by Election Systems & Software (ES&S), was likely a simple calibration error. But the experts were alarmed by something else they discovered. Examining the election-management computer at the county’s office — the machine used to tally official election results and, in many counties, to program voting machines — they found that remote-access software had been installed on it.
Remote-access software is a type of program that system administrators use to access and control computers remotely over the internet or over an organization’s internal network. Election systems are supposed to be air-gapped — disconnected from the internet and from other machines that might be connected to the internet. The presence of the software suggested this wasn’t the case with the Venango machine, which made the system vulnerable to hackers. Anyone who gained remote access to the system could use the software to take control of the machine. Logs showed the software was installed two years earlier and used multiple times, most notably for 80 minutes on November 1, 2010, the night before a federal election.
The software, it turns out, was being used not by a hacker but by an authorized county contractor working from home. Still, the arrangement meant anyone who might gain control of the contractor’s home computer could use it to access and gain control of the county’s election system.
It was just another example of something that Eckhardt and other experts had suspected for many years: that many critical election systems in the United States are poorly secured and protected against malicious attacks.
Continue reading the main story 
Recent Comments

==//==

SOURCE / LINK: http://convergencias.org.br/senador-denuncia-conspiracao-contrac-democracia/´



• Home
• What is Convergences
• Signatories
• How it works
• Contact us
#SENATOR ANNOUNCES
 CONSPIRACY AGAINST
 DEMOCRACY IN BRAZIL
March 6, 2018 “Convergencias Convergencia”

SENATOR JOÃO CAPIBERIBE (FORM AMAPA STATE) STILL TALK ABOUT THE RISK THERE WILL BE NO ELECTIONS THIS YEAR
Senator João Capiberibe (AP) delivered a keynote speech during a public hearing held in the Constitution and Justice Commission  (CCJ) of the Federal Senate, about the printed vote, security and voting machine, when he said that there is a conspiracy against Democracy in Brazil, since the printed vote had already been implanted in 2002 and revoked in 2003. He also said of the risk of not having elections this year, due to the irreducibility of the Brazilian Superior Electoral Court (TSE) to comply with the law. "The people are not stupid, you know what's happening," said the parliamentarian.

SEE VIDEO: https://youtu.be/XJNwYATelII


It is deduced that this hearing, in which the deception by which the People passed, induced to opt for the most comfortable - electronic vote and results within a few hours after the closing of the lawsuit - was clearly exposed, that life will not really be easy for the election authorities.

It is worth seeing and hearing the speech of the parliamentarian:



Share this:
    • Facebook
    • Twitter
    • Email
    • Whatsapp
    •
Previous
SAFE VOTE - MEMORABLE PRONOUNCEMENT IN THE PUBLIC AUDIENCE OF THE SENATE
2 Reviews
    1.
       Tania Camargo
       March 6, 2018 at 21:22
       This movement needs to grow urgently and make the TSE comply with the law!
       Answer
    2.
       José Carlos Dal'Bosco
       March 7, 2018 at 10:19 AM
       First launch manipulated searches
on the percentage of the candidate that interests, Then and only approximate the result of the surveys manipulating the result of the polls as they did in 2012 with Dilma.
       Answer
Leave an answer
Your email address will not be published.
Comment

Name*

Email*

Web site


 Notify me of new comments by email.
 Notify me of new posts by email.
Search for:

Convergences in the Media
    •
      Convergence reverberates in O GLOBO newspaper
      September 27, 2016
Recent news
    • SENATOR DENIES CONSPIRACY AGAINST DEMOCRACY
    • SAFE VOTE - MEMORABLE PRONOUNCEMENT IN THE PUBLIC AUDIENCE OF THE SENATE
    • MOVEMENTS REQUEST PRESENCE OF THE PGR IN A PUBLIC AUDIENCE OF THE SENATE
    • NATIONAL MOVEMENT BY THE PUBLIC VOTE COUNT
    • "LET'S INFEST THE ELECTORAL ZONES!"
comments
    • DEZILMA DE LIMA GONZAGA IN NATIONAL MOVEMENT BY THE PUBLIC VOTE COUNT
    • José Carlos Dal'Bosco in SENATOR DENOUNCES CONSPIRACY AGAINST DEMOCRACY
    • alessandro de melo bicalho in NATIONAL MOVEMENT BY THE PUBLIC VOTE COUNT
    • Mário in a NATIONAL MOVEMENT FOR THE PUBLIC VOTE COUNT
    • Ana Maria Machado in NATIONAL MOVEMENT BY PUBLIC VOTING COUNT
Copyright © 2018 | WordPress Theme by MH Themes



==//==







ELEIÇÕES 2018 – MANIFESTO PELA LEGALIDADE
Nós, membros atuantes da Sociedade Brasileira estamos DENUNCIANDO O TSE – Tribunal Superior Eleitoral responsável por ADMINISTRAR as elições em todo o pais inequívoca e comprovada RECUSA EM OBEDECER A LEI no 13.165, elaborada e aprovada no âmbito do Congresso Nacional, além de violar o pétreo princípio constitucional da publicidade dos atos públicos constitucionais da publicidade dos atos públicos consignados no artigo 37 da Constituição Federal. O TSE desrespeita o Povo Brasileiro, o Congresso Nacional e os caros princípios republicanos. Não cabe mais nenhuma discussão sobre fragilidade e violabilidade das urnas eletrônicas, muito menos “ser contra” a impressão do voto, ao TSE cabe única e exclusivamentge CUMPRIR  o que Congresso Nacional DETERMINOU em 2015. Contudo considerando o tempo decorrido pelo qual o TSE nada fez desde 2015 até a presente data é muito provável  que não seja possível fabricar impressoras, as urnas de acondicionamento dos votos impressos, refazer os softwares, treinamentos e todas as demais providências para as 600 mil seções eleitorais em todo o Pais.
Postas tais consideraçóes e com a OBRIGAÇÃO de todos, juntos defender a democracia apresentamos este MANIFESTO PELA LEGALIDADE e EXIGIMOS que o TSE, na melhor forma de direito e dos procedimentos regimentais que cumpra a Constituição, a Lei e as próprias resoluções nos termos seguintes:
1. Voto impresso em atendimento à Lei 13.165/15 – na medida da possibilidade técnica e temporal para a sua implantação, tal como os 5% indicados pelo TSE.
2. Voto em cédula de papel com urna de lona em todas as seções eleitorais que possuem desprovidas de impressora conforme determina a citada Lei. Tal determinação atende à Resolução de Contigencias no 23.202/10 que trata da substituição das urnas não funcionais por urnas d elona e votação em cédula de papel bem como, o direito de igualdade pétreo na Constituição Federal a todos os eleitores.
3. O escrutínio dos votos, sejam eles impressos ou cédulas de papel, deverá ser público, atendendo o art 37 da CF/99 (moralidade, publicidade, cidadania, e ampla fiscalização) também nos termos da lei 9.504/97, artigo 66 e do artigo 192 do Código Eleitoral, todos realcionados a contagem, cédula por cédula, ou seja, voto a voto, considerando ser absolutamente ILEGAL e IMORAL o escrutínio feito de forma secreta pela própria máquina, com alíás, vem sendo realizado há 20 anos.
4. Que os escrotínios sejam realizados imediamente após o encerramento do pleito em cada seção eleitoral em atendimento à Resolução no 23.339/14, incluindo a respectiva  emissão do boletim, que deverá ser assinado pelos mesários, fiscais de partido e/ou  eleitores que se credenciem, distribuindo-se as vias em no mínimo de 05 (cinco) afixando-se ainda, uma delas em local visível a todos.
5. Que todos os votos devidamente contados e apurados sejam, de forma organizadas, quanto aos resultados apurados, reintroduzidos nas respectivas urnas de loja ou caixas acopladas às urnas eletrônicas lacrando-as para eventual recontagem futura na forma da lei.
Já foram e estaõ sendo postualdos dezenas, senão centenas de ações junto ao Judiciário dentre outras providências para garantir que a legalidade do processo eleitoral cessa imediatamente, resgando o pricípio da transparência pública e do respeito incontinenti à Lei. A luta por tais princípios é um caminho sem volta!
Brasil, Março/2018

Convergências
Movimentos Civis pelo Brasil
thomas Korontai
Coordenador
contato@convergências.org.br, www.convegências.org.br.





==//==


SOURCE/LINK: http://convergencias.org.br/voto-seguro-memoravel-pronunciamento-na-audiencia-publica-do-senado/


    • Home 
    • O que é o Convergências 
    • Signatários 
    • Como funciona 
    • Fale conosco 
VOTO SEGURO – MEMORÁVEL PRONUNCIAMENTO NA AUDIÊNCIA PÚBLICA DO SENADO 
6 de Março de 2018 Convergências Convergência 0 

FELIPE MARCELO GIMENEZ, PROCURADOR DO MP MATO GROSSO, DESNUDA A FARSA DO SISTEMA DE VOTAÇÃO ELETRÔNICA DIANTE DA CCJ NO SENADO.
Em audiência pública convocada pelo Senador Lazier Martins (RS), com a presença de técnicos e juristas, senadores e membros do MP, além de lideranças de movimentos civis, pronunciou-se o advogado Felipe M. Gimenez, demonstrando claramente a farsa da votação eletrônica à qual está o eleitorado do Brasil inteiro submetido há 20 anos. Vídeo já está sendo “viralizado” por diversos movimentos e canais pelas redes sociais, e o magnífico discurso certamente ampliará o público contra o sistema implantado pelo TSE.
O foco central da sua fala está exatamente na flata de publicidade do escrutínio dos votos, ou seja, a contagem física e pública, violando preceitos legais e morais, além do art. 37 da Constituição Federal.
Registramos pois, com louvor, esse momento histórico deste advogado, cuja clareza de pensamento e expressão, além das ações judiciais que vem construindo com sua parceira e esposa, Dra. Miriam Gimenez, certamente são fundamentais para a curva de inflexão necessária para mudar o sistema de votação no País. todos os movimentos em Convergências se congratulam com o causídico. Adiante, o vídeo que vale a pena ver e rever:


PETIÇÃO AOS CARTÓRIOS PRA CONTAGEM PÚBLICA DOS VOTOS  – Leia  matéria e baixe o seu formulário com instruções!
Compartilhe isso:
    • Facebook
    • Twitter
    • Email
    • WhatsApp
    • 
Previous
MOVIMENTOS SOLICITAM PRESENÇA DA PGR EM AUDIÊNCIA PÚBLICA DO SENADO
Next
SENADOR DENUNCIA CONSPIRAÇÃO CONTRA A DEMOCRACIA
Seja o primeiro a comentar 
Deixe uma resposta 
Seu email não será publicado.
Comentário

Nome*

E-mail*

Website


 Notifique-me sobre novos comentários por e-mail.
 Notifique-me sobre novas publicações por e-mail.
Pesquisar por:  

Convergências na Mídia
    •  
      Convergência repercute no jornal O GLOBO 
      27 de setembro de 2016 0 
Notícias recentes
    • SENADOR DENUNCIA CONSPIRAÇÃO CONTRA A DEMOCRACIA 
    • VOTO SEGURO – MEMORÁVEL PRONUNCIAMENTO NA AUDIÊNCIA PÚBLICA DO SENADO 
    • MOVIMENTOS SOLICITAM PRESENÇA DA PGR EM AUDIÊNCIA PÚBLICA DO SENADO 
    • MOVIMENTO NACIONAL PELA CONTAGEM PÚBLICA DO VOTO 
    • “VAMOS INFESTAR OS CARTÓRIOS ZONAIS ELEITORAIS!” 
Comentários
    • DEZILMA DE LIMA GONZAGA em MOVIMENTO NACIONAL PELA CONTAGEM PÚBLICA DO VOTO
    • José Carlos Dal'Bosco em SENADOR DENUNCIA CONSPIRAÇÃO CONTRA A DEMOCRACIA
    • alessandro de melo bicalho em MOVIMENTO NACIONAL PELA CONTAGEM PÚBLICA DO VOTO
    • Mário em MOVIMENTO NACIONAL PELA CONTAGEM PÚBLICA DO VOTO
    • Ana Maria Machado em MOVIMENTO NACIONAL PELA CONTAGEM PÚBLICA DO VOTO
Copyright © 2018 | WordPress Theme by MH Themes





==//==

SOURCE/LINK: http://bradoemunissono.blogspot.com.br/2018/02/quem-e-o-grupo-amethyst-historico-breve.html

    • Home 
    • O que é o Convergências 
    • Como funciona 
    • Movimentos que participam 
    • Fale conosco 
MOVIMENTO NACIONAL PELA CONTAGEM PÚBLICA DO VOTO 
5 de Março de 2018 Convergências Convergência 7 

O OBJETIVO É ATINGIR UM MILHÃO DE PETIÇÕES DIRETAS NOS CARTÓRIOS ZONAIS ELEITORAIS
A petição por informações sobre a forma de escrutínio dos votos para as eleições de 2018, que deve ser público, elaborada pela Dra. Míriam Gimenez, está originando a criação do Movimento Nacional Pela Contagem Pública do Voto (MNCPV), no âmbito desta coalizão de movimentos e ativistas civis que denominamos Convergências.
O propósito, segundo o coordenador Thomas Korontai, é atingir 1 milhão de petições até agosto deste ano, como mais uma forma de pressionar as autoridades eleitorais a cumprirem a Lei, e publicizar o escrutínio dos votos, logo após o encerramento do pleito. Várias ações judiciais estão em curso se constituindo em outras frentes de pressão. “O TSE não quer cumprir a Lei, temos que demonstrar que a vontade do Povo, que paga os salários deles, deve ser respeitada, principalmente por que é Lei. O não cumprimento da lei é permitir a fraude, e isso é prevaricação. Não vamos mais parar e se necessário, vamos denunciar o Brasil internacionalmente” declarou Korontai.
Haverá, neste site, um contador de petições que registrará cada uma, cuja foto acompanhada de nome, cidade e zona eleitoral chegar pelo e-mail contato@convergencias.org.br
Até o presente, tem-se notícias (a confirmar) de cerca de 30 petições já protocoladas em cartórios zonais eleitorais.
Não são necessários advogado, reconhecimento de assinatura nem cópia autenticada de documentos.
A petição pode ser baixada aqui e as instruções estão nela mesmo.
Veja o vídeo (que em alguns canais de youtube, como o da A Resistência foi reproduzido ultrapassando a marca das cem mil visualizações)  que explica o que aconteceu na última audiência pública pelo voto impresso realizada pelo TSE:

Compartilhe isso:
    • Facebook
    • Twitter
    • Email
    • WhatsApp
    • 
Previous
“VAMOS INFESTAR OS CARTÓRIOS ZONAIS ELEITORAIS!”
Next
MOVIMENTOS SOLICITAM PRESENÇA DA PGR EM AUDIÊNCIA PÚBLICA DO SENADO
7 Comentários 
    1. 
       Joshey do Amaral Teixeira 
       5 de Março de 2018 em 15:41 
       Temos que nos vacinar contra as SMART MATIC’S da vida.
       Responder 
    2.  
       Paulo 
       5 de Março de 2018 em 15:43 
       Sou a favor do voto impresso ou de cédula. É uma vergonha o que as autorias do tse estão fazendo em não deixarem o voto o cidadão ser dessa forma isso é ir contra os direitos do povo. E vergonha maior é o congresso aceitar isso.
       Responder 
    3.  
       Aureliano Pires 
       5 de Março de 2018 em 16:31 
       Quero a contagem pública de votos pois não confio na inviolabilidade das urnas eletrônicas.
       Responder 
        ◦  
          Aureliano Pires 
          5 de Março de 2018 em 16:32 
          Quero a contagem pública de votos!!
          Responder 
    4.  
       Rui Martins lisboa 
       5 de Março de 2018 em 16:39 
       Sem voto impresso não existe eleição confiável! Com o programa os políticos fabricam o resultado que quiserem! OU VOTO IMPRESSO OU NÃO TEREMOS ELEIÇÕES!!!
       Responder 
    5.  
       Marcos Mariani 
       5 de Março de 2018 em 16:58 
       Vamos lá Convergências! Unidos venceremos!
       Responder 
    6.  
       Neiva dos Santos Ferreira 
       6 de Março de 2018 em 00:15 
       Contw comigo Brasil. Estarei ao lado dos que te amam. Liberdade e Democracia. Sem eleições transparentes não há democracia. Assim como sem respeito as leis não haverá justiça.
       Responder 
Deixe uma resposta 
Seu email não será publicado.
Comentário

Nome*

E-mail*

Website


 Notifique-me sobre novos comentários por e-mail.

Pesquisar por:  

Convergências na Mídia
    •  
      Convergência repercute no jornal O GLOBO 
      27 de setembro de 2016 0 
Notícias recentes
    • MOVIMENTOS SOLICITAM PRESENÇA DA PGR EM AUDIÊNCIA PÚBLICA DO SENADO 
    • MOVIMENTO NACIONAL PELA CONTAGEM PÚBLICA DO VOTO 
    • “VAMOS INFESTAR OS CARTÓRIOS ZONAIS ELEITORAIS!” 
    • COORDENADOR DO CONVERGÊNCIAS GRAVA VÍDEO DENUNCIANDO TSE 
    • CONVERGÊNCIAS PROTOCOLA DOCUMENTO NA AUDIÊNCIA PÚBLICA DO TSE 
Comentários
    • Neiva dos Santos Ferreira em MOVIMENTO NACIONAL PELA CONTAGEM PÚBLICA DO VOTO
    • Anderson em MOVIMENTOS SOLICITAM PRESENÇA DA PGR EM AUDIÊNCIA PÚBLICA DO SENADO
    • Marcos Mariani em MOVIMENTO NACIONAL PELA CONTAGEM PÚBLICA DO VOTO
    • Rui Martins lisboa em MOVIMENTO NACIONAL PELA CONTAGEM PÚBLICA DO VOTO
    • Aureliano Pires em MOVIMENTO NACIONAL PELA CONTAGEM PÚBLICA DO VOTO
Filtrar notícias por movimento
Filtrar notícias por movimento

Copyright © 2018 | WordPress Theme by MH Themes


==//==

SOURCE/LINK: http://convergencias.org.br/voto-seguro-memoravel-pronunciamento-na-audiencia-publica-do-senado/


    • Home 
    • O que é o Convergências 
    • Signatários 
    • Como funciona 
    • Fale conosco 
VOTO SEGURO – MEMORÁVEL PRONUNCIAMENTO NA AUDIÊNCIA PÚBLICA DO SENADO 
6 de Março de 2018 Convergências Convergência 0 

FELIPE MARCELO GIMENEZ, PROCURADOR DO MP MATO GROSSO, DESNUDA A FARSA DO SISTEMA DE VOTAÇÃO ELETRÔNICA DIANTE DA CCJ NO SENADO.
Em audiência pública convocada pelo Senador Lazier Martins (RS), com a presença de técnicos e juristas, senadores e membros do MP, além de lideranças de movimentos civis, pronunciou-se o advogado Felipe M. Gimenez, demonstrando claramente a farsa da votação eletrônica à qual está o eleitorado do Brasil inteiro submetido há 20 anos. Vídeo já está sendo “viralizado” por diversos movimentos e canais pelas redes sociais, e o magnífico discurso certamente ampliará o público contra o sistema implantado pelo TSE.
O foco central da sua fala está exatamente na flata de publicidade do escrutínio dos votos, ou seja, a contagem física e pública, violando preceitos legais e morais, além do art. 37 da Constituição Federal.
Registramos pois, com louvor, esse momento histórico deste advogado, cuja clareza de pensamento e expressão, além das ações judiciais que vem construindo com sua parceira e esposa, Dra. Miriam Gimenez, certamente são fundamentais para a curva de inflexão necessária para mudar o sistema de votação no País. todos os movimentos em Convergências se congratulam com o causídico. Adiante, o vídeo que vale a pena ver e rever:


PETIÇÃO AOS CARTÓRIOS PRA CONTAGEM PÚBLICA DOS VOTOS  – Leia  matéria e baixe o seu formulário com instruções!
Compartilhe isso:
    • Facebook
    • Twitter
    • Email
    • WhatsApp
    • 
Previous
MOVIMENTOS SOLICITAM PRESENÇA DA PGR EM AUDIÊNCIA PÚBLICA DO SENADO
Next
SENADOR DENUNCIA CONSPIRAÇÃO CONTRA A DEMOCRACIA
Seja o primeiro a comentar 
Deixe uma resposta 
Seu email não será publicado.
Comentário

Nome*

E-mail*

Website


 Notifique-me sobre novos comentários por e-mail.
 Notifique-me sobre novas publicações por e-mail.
Pesquisar por:  

Convergências na Mídia
    •  
      Convergência repercute no jornal O GLOBO 
      27 de setembro de 2016 0 
Notícias recentes
    • SENADOR DENUNCIA CONSPIRAÇÃO CONTRA A DEMOCRACIA 
    • VOTO SEGURO – MEMORÁVEL PRONUNCIAMENTO NA AUDIÊNCIA PÚBLICA DO SENADO 
    • MOVIMENTOS SOLICITAM PRESENÇA DA PGR EM AUDIÊNCIA PÚBLICA DO SENADO 
    • MOVIMENTO NACIONAL PELA CONTAGEM PÚBLICA DO VOTO 
    • “VAMOS INFESTAR OS CARTÓRIOS ZONAIS ELEITORAIS!” 
Comentários
    • DEZILMA DE LIMA GONZAGA em MOVIMENTO NACIONAL PELA CONTAGEM PÚBLICA DO VOTO
    • José Carlos Dal'Bosco em SENADOR DENUNCIA CONSPIRAÇÃO CONTRA A DEMOCRACIA
    • alessandro de melo bicalho em MOVIMENTO NACIONAL PELA CONTAGEM PÚBLICA DO VOTO
    • Mário em MOVIMENTO NACIONAL PELA CONTAGEM PÚBLICA DO VOTO
    • Ana Maria Machado em MOVIMENTO NACIONAL PELA CONTAGEM PÚBLICA DO VOTO
Copyright © 2018 | WordPress Theme by MH Themes

SOURCE/LINK: http://www.vianoticias.blog.br/mpf-denuncia-sergia-miranda-fraude-na-simcol-deve-investigar-caio-asfor/
MPF denuncia Sérgia Miranda por fraude na Simcol e deve investigar Caio Asfor
Novembro 27, 2017 Walter Bardawil

Escritórios “Sampaio e Tavares Advocacia e Consultoria” e “Rocha, Marinho e Sales” estariam ligados por meio de laranjas
O Ministério Público Federal (MPF), através do vice-procurador-geral da República, Luciano Mariz Maia, ofereceu ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) denúncia crime contra a desembargadora cearense Sérgia Maria Mendonça Miranda por fraude envolvendo a massa falida da Simcol.
Ela despachou liminar e ordenou, indevidamente (em um de seus plantões), o pagamento de cheque no valor de R$ 1.119.932,01 (hum milhão, cento e dezenove mil, novecentos e trinta e dois reais e um centavo) ao escritório “Sampaio e Tavares Advocacia e Consultoria”, que, na época, em maio de 2013, havia prestado serviços advocatícios à empresa.
Além de Sérgia, estão enrolados Frankraley Oliveira Gomes – namorado da desembargadora à época -, Paulo Fernando Mendonça e Cláudia Adrienne Sampaio de Oliveira.
Confira trecho da denúncia do MPF

Parceria Laranja
A SIMCOL teria sido também prejudicada, de forma criminosa, através de outra liminar  da mesma desembargadora. A empresa foi forçada a efetuar o pagamento  de valores altíssimos (superiores a R$ 1 milhão) ao escritório de advocacia “Rocha, Marinho e Sales”, pertencente ao advogado Caio Asfor. 
O pagamento se deu por meio de um “laranja” ligado ao escritório “Sampaio, Tavares Advocacia e Consultoria”.  
A denúncia  foi encaminhada ao ministro do STJ, Herman Benjamin, pelo empresário Gilberto Martins Borges, sócio majoritário e representante da empresa falida.
Documento de Gilberto Borges


THE END

Nenhum comentário:

Postar um comentário